Iniciar uma conversa, fazer uma apresentação ou até investir em alguma coisa são atividades que, no começo, podem ser assustadoras. Se você não tiver experiências anteriores (ou se as suas experiências não foram muito positivas), o frio na barriga aumenta e surge uma coisa que é muito comum, mesmo nas pessoas que estão acostumadas a agir racionalmente em qualquer situação: o medo de falhar.

Mas cometer erros não deve ser um pesadelo para ninguém, principalmente se você quer começar uma empresa, investir em um bem de consumo ou colocar projetos para funcionar. O ditado já diz: errar é humano, e a partir de falhas você pode tirar vários aprendizados.

Lembre-se:

1. Falhar não é uma derrota.

Pare de pensar que erros significam o fim do seu negócio. Veja as coisas com pensamento positivo, admita que houve uma falha e se esforce para melhorar e tirar experiência daquela situação – se o resultado não foi bom, alguma métrica, desenvolvimento ou parte do seu planejamento precisa ser revista e reestruturada.

2. Na falha você descobre o que funciona (ou não) para abordar seus clientes e investidores.

Se a primeira tentativa não foi bem-sucedida, aproveite para experimentar novas estratégias, abordagens e formas de conquistar o seu público. Pode ser uma nova apresentação, um anúncio em outra plataforma ou palavras diferentes no conteúdo do seu site. A questão é identificar o que foi que falhou e se esforçar para encontrar uma alternativa melhor.

3. Nada é perda de tempo.

Não encare as falhas como tempo perdido ou desnecessário para o seu empreendimento. Os momentos que você investiu em uma ideia ou reunião podem fortalecer o seu senso crítico e a execução das próximas tarefas, que depois da falha podem ser feitas de forma mais rápida, dinâmica ou com outras inspirações.

4. Uma oportunidade perdida pode resultar em um novo direcionamento.

Aquela parceria não deu certo? O convite não foi aceito? Ninguém comprou sua ideia? Fique calmo e pense de que forma isso pode transformar o direcionamento que sua empresa vai tomar. Se uma ideia que funcionou para os outros deu errado para você, pode ser que o seu empreendimento não tenha o mesmo perfil que os demais. Encontre suas próprias soluções, formas de trabalho e reflita bastante antes de colocar sua ideia em prática, efetivamente.

5. Mesmo quem está no topo já cometeu vários erros.

Cada empresa é diferente e os acertos (e erros) dos outros podem não se aplicar a você. Eles podem, no entanto, servir como ensinamento e inspiração. Grandes empresas, modelos de negócio e personalidades influentes já falharam muito, ouviram muitos “não” e tiveram que erguer a cabeça e encontrar saídas para os problemas. Leia as histórias deles, entenda cada caso e passe a assumir de vez a existência dos erros no andamento de qualquer projeto.

Se você pisou na bola, aprenda a encarar os fatos, ser legal com você mesmo e analisar os erros cometidos para que não aconteçam novamente e a sua empresa possa crescer de um jeito saudável.